Respeitando o Direito de Amar


Imagem: Latuff Cartoons


    Em pleno século XXI, o Brasil é o país que mais mata LGBTs no mundo, uma colocação atemorizante para um país rico em diversidade cultural, racial, religiosa, etc.
    Com base nisso, a comunidade LGBT está cansada de tanta perseguição, que se tornou mais efetiva na Idade Média, com a Inquisição, e não parou até hoje, passando, mais recentemente, pelo nazismo, quando milhares de homossexuais foram perseguidos e mortos.
    Entretanto, muitos problemas dificultam a resolução desse impasse. Como por exemplo, a perseguição religiosa sofrida em um país constitucionalmente laico. Além disso, a falta de leis e projetos de conscientização, ajudam a agravar a situação.
    Portanto, medidas devem ser tomadas para resolver a questão. Fazer valer a Constituição que garante a laicidade das instituições públicas. A criação e execução de leis por parte dos órgãos legislativos e judiciários que punam mais severamente crimes por homofobia. E, bem como, a criação de projetos que auxiliem a sociedade a adquirir mais conhecimento sobre a questão, afim de criar uma comunidade mais inclusiva e que respeite as diferenças de cada indivíduo.


Pedro Cimarelli.
  03/10/2017



Compartilhe no Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário